O Delineamento

Há vários sectores da interpretação do mapa astral que não precisam de um delineamento completo e minucioso. Perguntas específicas podem demandar a consideração de áreas específicas. Como há uma grande variedade de perguntas formuladas aos astrólogos, escolhemos abordar aquelas que parecem ser mais comuns: saúde e bem-estar físico; aparência física; o tipo de relacionamento que você deseja ter com os pais, os filhos, os parentes, o parceiro, os amigos; e a mais frequente de todas, as tendências vocacionais.

Saúde e bem-estar físico

Antigamente, a maioria dos médicos tinha conhecimento de astrologia, que andava de mãos dadas com a medicina. Cada signo e cada planeta tem uma afinidade com uma parte do corpo. Embora seja possível, através do mapa, dizer muita coisa a respeito da constituição física da pessoa, da sua saúde e até dos seus pontos fracos, é necessário compreender que um astrólogo não é um médico, e que, portanto, não deverá fazer diagnósticos nem receitar. O máximo que este poderá fazer é sugerir que a pessoa consulte um médico se houver sinais óbvios de doença. De qualquer forma, os problemas de saúde estão considerados nas seguintes áreas do horóscopo: o Ascendente, o regente do Ascendente, os planetas na primeira Casa, a sexta Casa, seu regente, o signo da cúspide, os planetas nesse Casa, o Sol, seu regente, seu signo e sua Casa.

Aparência física

Quando encontramos pessoas que têm um conhecimento rudimentar de astrologia, é muito frequente colocarmos o seguinte desafio: “Diga como eu sou.”Para julgar a aparência, os principais factores são o signo ascendente, os planetas na primeira Casa e na décima segunda em conjunção com o Ascendente, os signos em que estão esses planetas, o signo e a Casa do regente do Ascendente e, naturalmente, o signo do Sol. A combinação do signo do Sol, o Ascendente e o regente do Ascendente, exercem a principal influência sobre a aparência.

Relacionamentos

Com que tipo de pessoa me devo casar?” “Sou Caranguejo. Será que Capricórnio combina comigo, ou eu deveria procurar Escorpião ou Peixes?”… Acreditamos que essas são as perguntas que os astrólogos ouvem com mais frequência. Infelizmente, não existem respostas seguras e rápidas ou fáceis para perguntas desse tipo. Terá que ser feito um exame de compatibilidade entre os dois mapas, entretanto, a atitude em relação ao casamento e às associações, e as características básicas procuradas no parceiro, são descritas pelas cúspide da sétima Casa, seu regente e os planetas localizados nessa Casa, se houver.

Tendências vocacionais

Depois do “Com que me devo casar?”, a pergunta mais frequente é: “Qual é a minha vocação?” ou “Quero ser rico, o que devo fazer?”… Será que a astrologia pode, realmente, responder a essas perguntas? Sim e não. Sim, é possível ver os talentos e as tendências vocacionais que podem ajudar a pessoa a encontrar o seu rumo. Não, não é possível o astrólogo decidir por si se é melhor ser um actor pobre ou um empresário rico. Também não é possível saber onde o livre arbítrio poderá conduzi-lo num dado momento, nem quais poderão ser as prioridades daquele momento.É preciso levar em consideração os regentes das Casas-chave (segunda, sexta e décima) e os planetas aí localizados, além de Vénus, regente natural da Segunda, Mecúrio, regente natural da sexta, e Saturno, regente natural da décima Casa.